Blog Farmácia Newsletter Junho 2022 - 6 – Direito Sanitário e Farmacêutico WhatsApp News

24/06/2022

Mercado de cannabis medicinal atrai executivos do canal farma

O segmento de cannabis medicinal tem atraído a atenção e os investimentos de grandes empresários e executivos do canal farma brasileiro. Trata-se de um mercado estimado em US$ 28 bilhões no ano passado, podendo chegar a US$ 197 bilhões em 2028, segundo a Fortune Business Insights. As informações são do Estadão.

Claudio Lottenberg, ex-presidente do hospital Albert Einstein e atual presidente do conselho da entidade, já vinha acompanhando os avanços da substância na medicina há vários anos. Em 2021, decidiu apostar no seu próprio negócio ligado à cannabis. Hoje, é um dos sócios da Zion MedPharma, de medicamentos produzidos com a substância. Segundo ele, não há dúvidas sobre o potencial terapêutico, mas ainda é preciso superar a barreira da falta de conhecimento e de informações.

Ao lado de Lottenberg no comando da Zion está Dirceu Barbano, ex-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Ele, que assinou as primeiras autorizações para importação de cannabis no Brasil e foi um dos responsáveis pela abertura do órgão à discussão da questão, não teve dúvidas quando a oportunidade de investir no mercado de cannabis bateu à porta. Hoje, a Zion tem seu valor de mercado estimado em R$ 60 milhões.

Ex-diretor executivo do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Allan Paiotti também entrou nesse mercado no ano passado como cofundador da Cannect, marketplace de produtos médicos e à base de cannabis, em que atua como presidente.

Aposta firme na cannabis medicinal

No exterior, a Pfizer e a Jazz Pharmaceuticals investiram, no ano passado, cerca de US$ 7 bilhões cada em aquisições. No Brasil, a Hypera já protocolou pedido para a comercialização de produtos à base da substância e aguarda pela aprovação da  Anvisa.

Presidente da Bayer no Brasil de 2011 a 2018, Theo van der Loo fundou a NatuScience em 2019, importadora de produtos para o mercado brasileiro. Atualmente, ele dedica cerca de 70% do seu tempo ao mercado da cannabis.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico. Acesso em: 24/06/2022.

Compartilhe:


Voltar

 

Compartilhe no WhatsApp